Tamanho do texto maiorTamanho do texto pequeno
E-Mail
Senha
 
 
  Esqueci a senha  
  Acesso bloqueado  
  Cadastre-se

 
  Notas e Notícias
  Perguntas & Respostas
  Nutriletter
  Teses e monografias
  Diretrizes e Legislação
  Manuais
  Anais de Congressos
  Entrevistas
  Aulas
  Tabelas
  Pirâmides
  Cálculos
  Livros
  Links
  Glossário
 
  Anorexia e Caquexia
  Diabetes
  Imunonutrição
  Fibras
  Nutrição Parenteral
  Probióticos
  Nutrição e Saúde Ideal
  Suplementos Orais
  Terapia Nutricional
  Nutrição Enteral
  Paciente Crítico
  Lipídios em NE
  Nut. Perioperatória
  Fibras em NE
  Nutrição Clínica
  Fórum HMB
  Nutribunal & NSI
  Probióticos em cápsulas
 
  Nutrirepórter
 
  Enquete
  Cartas
  Agenda de eventos
  Ajuda
  Fale Conosco
 
  Quem Somos
  Mapa do Portal
 
  ICNSO
  GANEP
 

 
 
 


 
 
DETALHES - P&R

Autor(a):       Thiago Manzoni Jacintho
Data:             27/09/2005 08:21:55


Qual a diferença entre ferro heme e ferro não-heme?

O ferro é um elemento essencial para processos metabólicos como o transporte de oxigênio, o metabolismo oxidativo e o crescimento celular. Constituinte normal do corpo humano, o ferro distribui-se amplamente tanto na forma orgânica como na forma inorgânica, totalizando cerca de 3,5 a 4,5 g em um indivíduo adulto. Setenta por cento deste total são considerados ferros funcionais, por desempenharem funções fisiológicas, constituindo a hemoglobina, a mioglobina e as enzimas intracelulares. Os 30% restantes constituem os ferros de armazenamento, ocorrendo na forma de ferritina e hemosiderina.

O ferro proveniente da dieta de seres humanos é absorvido através das células da mucosa intestinal, principalmente no duodeno, e é transportado na corrente sangüínea e fluido extracelular ligado a uma proteína plasmática chamada transferrina. Dois tipos de ferro são fornecidos pela dieta: o ferro heme e o ferro não-heme. O ferro heme está presente em alimentos de origem animal, como carne bovina, frango e peixe, e o ferro não-heme, além de ser ofertado pela carne vermelha, também é encontrado nos cereais e outros vegetais.

De acordo com a sua forma, o ferro pode ser absorvido de diferentes maneiras na mucosa intestinal. O ferro heme é solúvel nas condições do intestino delgado, sendo facilmente absorvido pela mucosa intestinal sem a interferência de fatores químicos e/ou alimentares. Por esta razão, é altamente absorvido: cerca de 15% do ferro heme ingerido pelo indivíduo normal e 35% naquele com baixa reserva de ferro.

Em contraste, a absorção do ferro não-heme é bem menor, de cerca de 1 a 5%, e varia substancialmente em função da presença de fatores químicos e alimentares, como é o caso das vitaminas C e A, que facilitam sua absorção. Por outro lado, os fitatos (encontrados em cereais e grãos), as fibras, os taninos (encontrado em chás e no café) e o cálcio dificultam sua absorção.

Bibliografia (s)

Lombard M, Chua E, O'Toole P. Regulation of intestinal non-haem iron absorption. Gut. 1997;40(4):435-9.

Cunha DF, Cunha SFC. Microminerais. In: Dutra-de-Oliveira JE, Marchini JS, eds. Ciências Nutricionais. São Paulo: Sarvier; 1998.

The Role of Iron. British Nutrition Foundation; 1998. Disponível em: http://www.nutrition.org.uk/information/dietandhealth/iron.html. Acessado em: 16/06/04.

Hurrell RF, Reddy M, Cook JD. Inhibition of non-haem iron absorption in man by polyphenolic-containing beverages. Br J Nutr. 1999;81(4):289-95. Disponível em: http://iris.ingentaselect.com/vl=5094913/cl=74/nw=1/rpsv/cgi-bin/cgi?body=linker&ini=nlm&reqidx=issn=0007-1145vl=81is=4yr=1999mn=Aprpg=289. Acessado em: 16/06/04.

Martini FCC. Comparação entre a disponibilidade de ferro na presença de vitamina A e beta-caroteno em alimentos e medicamentos. [dissertação]. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz; 2002.




 
 




In compliance since 2001




 
 
Copyright by Nutritotal. Todos os direitos reservados.     Tecnologia : Fermo Sistemas .     Design gráfico : Junco Estúdio Gráfico    Videos : PW Video Server