Tamanho do texto maiorTamanho do texto pequeno
E-Mail
Senha
 
 
  Esqueci a senha  
  Acesso bloqueado  
  Cadastre-se

 
  Notas e Notícias
  Perguntas & Respostas
  Nutriletter
  Teses e monografias
  Diretrizes e Legislação
  Manuais
  Anais de Congressos
  Entrevistas
  Aulas
  Tabelas
  Pirâmides
  Cálculos
  Livros
  Links
  Glossário
 
  Anorexia e Caquexia
  Diabetes
  Imunonutrição
  Fibras
  Nutrição Parenteral
  Probióticos
  Nutrição e Saúde Ideal
  Suplementos Orais
  Terapia Nutricional
  Nutrição Enteral
  Paciente Crítico
  Lipídios em NE
  Nut. Perioperatória
  Fibras em NE
  Nutrição Clínica
  Fórum HMB
  Nutribunal & NSI 2012
  Probióticos em cápsulas
 
  Nutrirepórter
 
  Enquete
  Cartas
  Agenda de eventos
  Ajuda
  Fale Conosco
 
  Quem Somos
  Mapa do Portal
 
  ICNSO
  GANEP
 

 
 
 


 
 
DETALHES - P&R

Autor(a):       Camila Garcia Marques
Data:             26/01/2006 17:05:03


Qual a diferença entre nutrição enteral em sistema aberto e fechado?

A nutrição enteral (NE) em sistema aberto é aquela em que há a necessidade de manipulação da dieta antes de sua administração. A NE em sistema fechado é estéril, industrializada, acondicionada em recipiente hermeticamente fechado e apropriado para conexão do equipo de administração, de modo a evitar manipulação da fórmula.

Segundo a legislação brasileira, na Resolução RDC no 63 de julho de 2000, sempre que houver a utilização da NE em sistema aberto, é obrigatório que a instituição disponha de uma sala de manipulação que atenda às recomendações propostas às empresas prestadoras de bens e ou serviços (EPBS) (organização capacitada, de acordo com a legislação vigente, para oferecer bens e serviços em terapia nutricional, TN). Além disso, há a obrigatoriedade, tanto no caso da NE aberta quanto na fechada, da existência de uma equipe multiprofissional de terapia nutricional (EMNT) para a prática da TN.


Bibliografia (s)

Resolução RCD nº 63, de 6 de julho de 2000, Anvisa. Aprova o regulamento técnico para fixar os requisitos mínimos exigidos para a terapia de nutrição enteral. Disponível em:http://www.nutritotal.com.br/diretrizes/?acao=bu&categoria=3&id=47. Acessado em 20-01-06.

Resolução RDC nº 50, de 21 de fevereiro de 2002, Anvisa. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para planejamento, programação, elaboração e avaliação de projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde. Disponível em: http://www.nutritotal.com.br/diretrizes/?acao=bu&categoria=3&id=80. Acessado em 21-01-06.

Portaria nº 337 de 14 de abril de 1999, Anvisa. Aprova o Regulamento Técnico para fixar os requisitos mínimos exigidos para a Terapia de Nutrição Enteral. Disponível em: http://www.nutritotal.com.br/diretrizes/?acao=bu&categoria=3&id=61. Acessado em 21-01-06.




 
 




In compliance since 2001




 
 
Copyright by Nutritotal. Todos os direitos reservados.     Tecnologia : Fermo Sistemas .     Design gráfico : Junco Estúdio Gráfico    Videos : PW Video Server